Páscoa e Umbanda

01/05/2011 18:16

Chegamos ao fim da Quaresma! Talvez não tenha sido um período fácil para muitos de nós, mas o importante é que oramos, vigiamos, nos tornamos mais fortes como corrente e evoluímos como seres humanos.

 Nós, Umbandistas, celebramos a Semana Santa com muita fé.  A maioria resguarda a semana de forma parecida aos Cristãos: com orações, sem comer carnes vermelhas neste período, resguardando as energias e compartilhando a fé com outros irmãos. Porém, para os Umbandistas, o grande momento da fé está na ressurreição de nosso Mestre Jesus Cristo.

 A Sexta Feira Santa, ou ‘Sexta Feira da Paixão’, é lembrada por muitos cristãos como o dia do julgamento, da crucificação, da dor e da morte. No entanto nós, umbandistas, podemos marcar e viver essa data como o dia do AMOR PLENO, da RENOVAÇÃO, da PLENITUDE DA FÉ e do PERDÃO VIVO E MANISFESTADO PLENAMENTE.

A Páscoa é renascer, e com ela devemos refletir e reavaliar os nossos atos, o nosso amor ao próximo, a caridade e a nossa capacidade de entender e aceitar os desígnios do Nosso Pai. É o momento em que devemos tentar de alguma forma preencher os novos dias com muita PAZ e HARMONIA.

Para a Umbanda, Jesus Cristo, ou em seu sincretismo, Pai Oxalá, que energeticamente representa a atmosfera e os céus, apenas ressurgiu em espírito para consolar seus irmãos e lhes falar sobre suas missões, além de lhes mostrar que a vida é eterna, apenas o que muda são as roupagens que vestimos e onde as vestimos.

 Na Páscoa, devemos comemorar o ressurgir de nós mesmos, nosso recriar, nosso reinventar e, no melhor dos termos, nosso reconstruir. É isto que nosso Oxalá veio avisar que após a quaresma, período onde as trevas tem permissão de estarem mais atuantes, período onde nossas fraquezas estão acentuadas, este seria o momento de pararmos para prestar atenção em nós mesmos, em nossas atitudes e em nossa evolução para seguirmos em frente fortalecidos e confiantes no propósito da caridade em geral.

 Neste período os umbandistas podem fazer suas oferendas ao Pai Oxalá, porém a melhor forma de agradar a este Pai não é alimentando-o simplesmente, mas sim alimentando os seus filhos necessitados no caminho. Portanto, vamos praticar a caridade do pão, do amor, da família, em um asilo, em um orfanato, nas ruas. Vamos lembrar sempre que UMBANDA É PAZ E AMOR.

 Amigos, vamos aproveitar essa RENOVAÇÃO INTERNA e vamos continuar orando e vigiando. Vamos continuar nos ligando às Forças Divinas, aos Orixás, aos Guias, enfim, a todos nossos amparadores, seres espirituais divinos, que sempre têm uma palavra, um sentido e uma vibração amorosa para conosco.

Fontes:

http://espadadeogum.blogspot.com/

http://gefcluz.blogspot.com/

 

link: http://casadasorquideas.wordpress.com/2011/04/22/semana-santa-pascoa-e-umbanda/

Voltar